Informes Em Destaque


Publicado em 08/08/2018 às 18:00 por Prof. J.F. Penteado



DECÁLOGO DAS FIBRAS

No ultimo século a qualidade da alimentação da população ocidental sofreu uma enorme mudança, diminuindo o uso de fibras e aumentando o consumo de alimento gordurosos, farináceos e açucares.

Atualmente o conhecimento das propriedades de todos tipos de fibras e sua ação no organismo foi muito esclarecido no campo terapêutico e na prevenção de doenças metabólicas e  câncer digestivo, por isso é oportuno conhecê-las melhor.

Aí vai o decálogo:

  1. O QUE SÃO FIBRAS VEGETAIS? - são vegetais que não são digeridos pelas enzimas digestivas humanas, sem teor nutricional e só degradada parcialmente pela flora bacteriana do colon.
  2. TIPOS DE FIBRAS – solúveis, insolúveis, terapêuticas e alimentares.
  3. QUAIS AS DIFERENÇAS ?– o nosso organismo precisa de fibras insolúveis que são obtidas dos alimentos e  que vão constituir o bolo fecal e de outro tipo as solúveis capazes de absorverem líquidos que vão provocar um verdadeiro roto-rooter no intestino grosso  são as obtidas através as fibras ditas terapêuticas, existentes nas farmácias. É do equilíbrios entre esses 2 tipos e da ação que se quer obter é que vamos aumentar uma ou outra.Talvez um dos segredos da longevidade saudável é o bom funcionamento intestinal que é o responsável pela eliminação de todos os radicais tóxicos alem de exercerem uma verdadeira escovadela intestinal – (capacidade detergente das fibras). Logo, as insolúveis, alimentares são encontradas nas frutas, vegetais, verduras, nas mucilagens  nos cereais como trigo, aveia, germe de trigo, linhaça, granola, quinoa, etc. As solúveis, principalmente,  nos produtos terapêuticos existentes nas  farmácias.
  1. QUANTIDADE DIARIA DE INGESTÃO – é de no mínimo 20 gramas com 2/3 de fibras insolúveis e 1/3 de solúveis.
  2. QUAIS AS INDICAÇÕES DA FIBRA? – tratamento da constipação intestinal, coadjuvante no tratamento das hemorroidas, doença diverticular do colon, certo tipo de colon irritável, prevenção do câncer colo-retal, controle dos níveis de colesterol e glicose, coadjuvante na obesidade.
  3. O QUE É CONSTIPAÇÃO INTESTINAL? – é a presença de menos de 4 evacuações por semana ou 1 evacuação diária, ressecada, cibalar, com esforço.
  4. FIBRAS E LIQUIDOS NA CONSTIPAÇÃO – a baixa ingestão de fibras e de líquidos aumenta o tempo do transito intestinal, absorvendo mais nutrientes facilitando a obesidade e aumenta também a absorção de água, ficando as fezes com peso e volume reduzidos.
  5. TEMPO DE USO DAS FIBRAS – indeterminado, sem restrições.
  6. NA DIVERTICULOSE – as fibras terapêuticas são fundamentais porque aceleram o tempo de passagem do bolo alimentar pelo colon, com isso evitam as suas principais complicações: diverticulite, sangramento, perfuração.
  7. CONTRA INDICAÇÕES só devem ser evitadas quando ha suspeita de obstrução intestinal, impactação fecal, colon irritável hipotônico (forma diarreica) e reto-colite ulcerativa.

Vale lembrar que o uso de fibras deve ser um habito permanente, adquirido e iniciado desde a infância.

Referências:

  • Quilici,Flavio A. Prof.Titular de Gastroenterologia da Faculdade de Medicina do CCV da PUC Campinas PL Perguntas e Respostas Ago04 Cod1224106