Informes Em Destaque


Publicado em 04/12/2019 às 09:00 por Prof. J.F. Penteado



CANCER DE PANCREAS – NOVO TESTE PODE ANTECIPAR O DIAGNOSTICO

Conhecido por tirar rapidamente a vida de personalidades como o fundador da Apple, Steve Jobs, e de muitos outros, o câncer de pâncreas preocupa especialistas por ser uma das formas mais letais de tumor maligno. Na tentativa de frear a taxa de mortalidade da doença, cientistas conseguiram desenvolver um teste de urina que pode antecipar o diagnóstico. Com uma sobrevivência de 3% em 5 anos, na maioria dos casos, ascende para 60% quando o diagnostico consegue ser precoce. É um tumor de difícil diagnostico pela localização do pâncreas. Ele é muito escondido e esse é o fator que não facilita em nada.

Quando sintomas aparecem já é da invasão pelos órgãos vizinhos. Além disso, é um tumor bastante resistente as terapias habituais de químio e radioterapia. O diagnóstico baseia-se na identificação de três proteínas na urina que são as LYVE1 – REGIA-TPR1, que foram pesquisadas por um grupos de pesquisadores espanhóis e britânicos em cerca de 500 amostras de urina fornecendo um índice de exatidão de 90% dos casos. No Brasil, esse tumor é responsável por 4% das mortes por câncer de acordo com dados do INCA.

Os oncologistas brasileiros acharam bastante relevante essa notícia, parecendo ser a mais alvissareira forma de diagnóstico precoce até agora proposta. O próximo passo é estender a pesquisa em número muito maior de pessoas e tornar esse método accessível .

Todos nós especialistas respeitamos essa localização tumoral pelos infortúnios que já tivemos no manejo dessa terrível localização.

Referências:

  • CLINICAL CANCER RESEARC H,agosto de 2015